quinta-feira, 4 de julho de 2013

Guerra irregular: O Brasil a beira do caos.!


 

   Os últimos acontecimentos despertam no país alguns assuntos que até pouco tempo atrás não havia muita preocupação. Manifestações bem orquestradas, inicialmente com lideranças bem articuladas e uma causa justa. Não vou entrar no mérito dos motivos e reivindicações, algo que tem chamado a atenção são os grupos organizados e aproveitam as manifestações para saquear lojas e confrontar a policia.   Em uma rápida pesquisa principalmente em SP, sem nos aprofundar em outros estados vejam o balanço:

 Ônibus apedrejados; próprios públicos pichados; Tentativa de invasão prefeitura de SP; tentativa de invasão no Palácio do Governo; Tentativa de invasão em Brasília; Lojas saqueadas;  policiais feridos;  Caos implantado nos horários de picos; transtorno a população não envolvida; Carros da imprensa queimado; Base da PM queimada;Guaritas da PM arrancadas do lugar; Incêndio a ônibus; Bandeira do país queimada;  Pessoas ligadas ao comunismo e anarquistas articulando algumas ações.

     Os protestos motivados pelo preço da passagem de ônibus espalhou-se rapidamente  pelas principais metrópoles brasileiras e atingiu uma repercussão jamais vista, o movimento já entrou para a história ultrapassando o número de pessoa das “diretas já” pedir o afastamento do cargo do presidente Fernando Collor de Melo.

    Os fatores causadores das manifestações além do aumento das passagens estavam as causas sociais, políticas, religiosas e omissão e falência das autoridades e políticos.
    O movimento do passe livre só foi o percussor, agora está surgindo inumeras manifestações, protestos, confrontos com a policia. Em todo país todos os dias é registrado algum tipo de protesto.

     Dentro do contexto, falando em soberania nacional, vejo que o maior inimigo do Brasil é interno, estamos em um guerra particular, a realidade somada a outros acontecimentos mostra que o país vive uma Guerra irregular, 50 mil homicídios por ano,  biopirataria, corrupção, facções criminosas que desafiam o governo, políticos que desafiam o supremo tribunal federal, ONGs na floresta Amazônia levando nossas riquezas, entre outros assuntos.  Segundo o Alessandro Visacro que é oficial das Forças Especiais do Exército Brasileiro “ ao longo do tempo, as guerras sofreram transformações e já não são mais as mesmas. Em vez da confrontação militar formal, o mundo vem assistindo a uma série de guerras irregulares, como terrorismo, guerrilha, insurreição, movimentos de resistência e conflitos assimétricos em geral. Concluiu o oficial.

        Estamos falando da segurança nacional, se não for  identificado corretamente as ameaças, os rumos que caminham os protestos poderá  causar transtornos e problemas irreversíveis.

  * Siderley Andrade de Lima, GCM de Jandira, exerceu a função de Supervisor responsável pela coordenação de cursos e treinamentos, ex-subcomandante. É consultor de segurança patrimonial, graduado do curso de Gestão em segurança privada pela Universidade Paulista, Diplomado em Política e Estratégia pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, idealizador do blog sobre segurança http://gestorsegurancaempresarial.blogspot.com/; Colunista do site de segurança www.dicaseg.com; Membro da ABSEG- Associação Brasileira de Profissionais de Segurança, autor dos livros Manual Básico do Instrutor de Armamento e Tiro e Sobrevivência Policial no Confronto Armado.
siderleyandrade@yahoo.com.br


 

Siderley Lima, consultor de segurança.

2 comentários: